Email Marketing - Conheça TUDO sobre ele - Ads Consultor

Email Marketing – Conheça TUDO sobre ele

O email marketing é uma das ferramentas mais simples e básicas na vida de uma empresa que atua de maneira online.

Portanto, é fundamental que você saiba sobre ele e como ele pode influenciar nas suas vendas e resultados.

Nesse post, eu irei abordar sobre ela e irei relatar alguns pontos que podem ser decisivos.

Vamos lá?

O que é o email marketing?

O email marketing faz parte de uma estratégia de Marketing Digital que estão baseados na comunicação entre uma determinada empresa e os seus consumidores, sempre por email.

Esses disparos de email podem ocorrer a partir de uma segmentação dos contatos em conjunto com ferramentas de automação, que são capazes de personalizar as mensagens.

Não sabe o que é automação de marketing? Eu tenho um post aqui que fala sobre isso, vou deixar outros dois links para você entender melhor sobre alguns tópicos que já mencionei aqui:

👉 Automação de marketing

👉 Marketing Digital – O que precisa saber sobre

E também esse post que pode te ajudar a entender melhor sobre as estratégias…

👉 Estratégias de Marketing Digital

Existe alguns exemplos bem comuns de email marketing que você provavelmente já recebeu em algum momento na sua caixa de entrada que são:

  • Newsletter;
  • Confirmar uma compra realizada online;
  • Promoções;
  • Ofertas relâmpagos de passagens aéreas.

Infelizmente, no início dessa ferramenta, ela era conhecida mais como uma versão digital de propagandas que acabavam sendo enviadas.

Portanto, o email passou a ser visto como um canal apenas de comunicação em massa e as mensagens enviadas estavam bem longe de se tornarem relevantes para as pessoas que recebiam.

email-marketing

Assim, durante um bom tempo o email marketing passou a se tornar uma comunicação invasiva. Porém, como tudo na vida, o email marketing também evoluiu.

O que isso quer dizer?

Quer dizer que o email marketing não está morto…

Nos dias de hoje os melhores profissionais que atuam dentro do Marketing veem o email como uma das melhores maneiras pessoais de se comunicar com seus consumidores, através de mensagens diretas.

Por fim, para compreender melhor, saiba que o email marketing tem como papel fundamental:

  • Engajar leads;
  • Promover conteúdos;
  • Nutrir e educar os seus leads;
  • Se relacionar com os consumidores e clientes;
  • Vender;
  • Tem um alcance de pessoas previsíveis;
  • Alcança muitas pessoas ao mesmo tempo.

Dá mesmo pra vender com o email marketing?

Segundo uma pesquisa desenvolvida pela Radicati, confirmou que em 2015 existia 2,5 bilhões de pessoas utilizando email e a tendência é que esse número finalmente chegaria a 2,9 bilhões em 2019, e chegou.

O que isso quer dizer?

Quer dizer que mais de um terço da população mundial utiliza o email como uma forma de comunicação.

Isso, obviamente seria um ótimo motivo para começar a utilizar, mas tem mais.

Portanto, para começar a trabalhar com o email marketing você precisa de três coisas:

  • Um domínio;
  • Uma ferramenta de email marketing;
  • Alguém que possa executar a sua estratégia.

Assim, independente da ferramenta que você decidir escolher de email, o seu investimento MUITO PROVAVELMENTE não será alto.

Por essa razão o email se tornou o canal que tem o melhor retorno financeiro no marketing digital.

Nesse caso, você não precisa investir muito inicialmente e tem a chance de gerar um alto volume de receita.

Como criar uma lista de email marketing?

Passo #1 – Se prepare para gerar Leads:

A sua lista de email marketing irá começar com três perguntas bem simples, a primeira é:

POR QUE EU QUERO GERAR LEADS?

Essa é uma questão fundamental para que você consiga alinhar as expectativas da sua empresa.

A geração de Leads é um investimento para criar relacionamento e rende bons frutos ao longo prazo.

Assim, de maneira geral, quanto maior for o seu ticket e a complexidade da compra do seu produto, ainda mais o seu Lead deve ser bem mais educado até decidir pela compra.

Vou te dar dois exemplos aqui para você compreender melhor:

Suponhamos que você tem dois produtos, um curso numa universidade e uma capinha de celular.

Enquanto no curso numa universidade a pessoa que comprar o produto irá pondera uma série de características antes de fechar o negócio, no segundo, é natural que ele compre de forma impulsiva e sem planejamento.

QUE TIPO DE LEADS VOCÊ ESTÁ BUSCANDO?

Para você responder essa pergunta, você precisa saber quem são os seus consumidores de serviços e produtos.

Uma boa maneira de você fazer isso é criando a sua persona, que é um consumidor fictício com características reais.

Assim, quanto mais parecido o Lead for da sua persona perfeita, maiores serão as suas chances de ele vir a se tornar um cliente e comprar um produto seu.

Quando você souber responder essa pergunta, você estará pronto para a terceira:

COMO ATRAIR O INTERESSE DESSES LEADS?

Aqui você precisa pensar qual é a melhor oferta para a sua persona e onde você pode se comunicar com ela, para que ela possa te encontrar.

Obviamente sabemos que cada negócio é único e por isso, as escolhas vão variar conforme o segmento.

Passo #2 – As primeiras configurações iniciais e ofertas para obter os Leads:

Entre a grande variedade de coisas para atrair Leads, você vai precisar identificar no seu grupo de leads o que é mais interessante para eles.

Abaixo coloquei algumas iscas em quatro grupos com o custo-benefício:

email-marketing

– Conteúdo:

Os conteúdos tem como objetivo educar os seus Leads sobre como eles podem resolver um problema ou ainda aproveitar uma nova oportunidade de negócio.

Ter a facilidade de capacitar o mercado mostra a sua autoridade perante os mecanismos de busca e isso irá te ajudar muito na hora de conquistar um cliente.

Portanto, alguns dos modelos que pode utilizar aqui são:

  • Minicursos;
  • Ebooks;
  • Webinars.

– Ferramentas:

Aqui estou falando de planilhas bem simples e templates que podem ajudar o Lead a reconhecer algum tipo de problema que ele está tentando resolver.

O que tem de interessante nessa oferta é a capacidade de atrair pessoas que já estão mais avançadas dentro do processo de compra e que estão buscando as melhores ideias para colocar o que deseja em prática.

– Promoção:

Essa é uma das melhores formas de você conseguir chamar a atenção dos seus leads.

email-marketing

Portanto, alguns dos modelos mais conhecidos são:

  • Cupom de desconto;
  • Sorteio.

Obviamente que aqui você tem mais chance de viralizar do que outros.

Porém, aqui você precisa ficar atento para não atrair clientes que pouco ou nada tem a ver com a sua persona.

– Novas ofertas de contato:

Alguns exemplos desse tópico são:

  • Links de contato no site da sua empresa;
  • Solicitações de orçamento;
  • Pedidos para avaliar um sistema de marketing, etc.

Por se tratar aqui de solicitações do Lead para a empresa, são contatos capazes de trazer pessoas que estão mais avançadas no processo de compra, que acabam tendo dúvidas claras ou estão buscando uma aquisição para solução.

Muitas vezes as empresas acabam utilizando materiais internos mesmo como uma oferta.

Assim, você pode enviar um:

  • Manual;
  • Treinamento para a equipe;
  • Planilhas usadas na rotina de trabalho, etc.

Portanto, a sua escolha está diretamente ligado ao que vai ser relevante compartilhar com o seu público.

Passo #3 – Criar a Landing Page para converter no email marketing:

Depois de definir bem a sua oferta para o seu público, comece a pedir em troca informações desses usuários.

Para que você possa fazer isso, portanto, é preciso de uma Landing Page.

O que é uma Landing Page?

Bom, Landing Page é uma página que está designada com exclusivamente para conseguir converter as suas vendas e pensada de uma maneira que irá gerar o menor atrito possível.

Alguns elementos que você precisa avaliar para criar a sua Landing Page são:

  • SEO (Otimização para os mecanismos de busca);
  • Texto de conversão;
  • Formulários de conversão, com informações fundamentais;
  • Tenha um termo de política de privacidade;
  • Página de agradecimento por ter se inscrito.

Eu imagino que essa terceira etapa pode ser um pouco complicado se você está começando agora no Marketing Digital, porém, fique tranquilo, já que atualmente existem diversos templates prontos que podem te ajudar na parte técnica desse trabalho.

Passo #4 – Promover a sua Landing Page para os visitantes:

Esse passo também vai te ajudar a responder melhor a terceira pergunta, tratando de onde buscar os seus novos visitantes.

Portanto, abaixo irei colocar alguma dessas opções para você:

  • Mídias sociais;
  • CTA dentro do seu blog ou site;
  • Grupos de discussão do tema;
  • Mídias pagas;
  • Co-marketing, etc.

Passo #5 – Avalie os resultados e planeje os próximos passos:

Dependendo da complexidade do seu produto, como mencionei lá em cima, o seu ciclo de vendas pode variar muito, assim como a qualidade do Lead que são gerado.

Portanto, tente não se precipitar na hora de analisar o seu retorno gerado.

Outra coisa que você precisa fazer é acompanhar como está a sua estratégia, fazendo sempre novas analises durante um determinado período e entendendo novas perspectivas.

Assim, para começar a medir e otimizar os seus resultados lhe dou duas sugestões:

– Qualificação dos seus Leads:

Dos leads que você conseguiu gerar, quantos deles tem realmente o perfil desejado e são ideais para a sua empresa?

Eles parecem ser o suficiente?

São esses os clientes que você anda buscando e, ainda que eles não tenha concretizado a compra, são um bom indício de saber se você está no caminho certo.

Provavelmente depois irão ocorrer alguns ajustes na nutrição de Leads, dentro do processo de vendas, etc.

Porém, esse é um ótimo indicador para saber se as suas ações estão funcionando até aqui ou precisa melhorar.

– Origem dos seus resultados:

  • Dentro dos canais que você está trabalhando quais deles são os principais responsáveis pelo seu resultado?
  • Quanto você vem gastando para poder gerar um Lead qualificado em cada canal?

Com essas respostas você vai te ajudar a entender quais são os esforços têm funcionado hoje, o que precisa começar a ser corrigido e quais são as estratégias para investir mais.

Com que frequência devo enviar email marketing?

Dentro do contexto do email marketing, a frequência está ligada a quantos emails você irá enviar dentro de um período já predefinido.

Portanto, o ideal é que você comece a realizar pelo menos um disparo por semana, e assim começar a testar a alteração dessa frequência, que pode ser para mais ou menos, dependendo o tipo de negócio que está fazendo.

Existem diversas empresas que acabam enviando email diários e, para elas, isso é um ótimo negócio.

Porém, para outras empresas esse tipo de comportamento não vai fazer nenhum sentido e só devem enviar cerca de um ou dois email durante a semana.

Portanto, a definição de quantidade está diretamente ligada ao que você pode dar par ao seu público que realmente seja do interesse dele.

As melhores ferramentas para utilizar o email marketing

#1 – MailChimp:

Para começar a sua lista, irei começar com a plataforma de email marketing gratuita mais conhecida atualmente.

O MailChimp é a ferramenta mais completa para aqueles que estão dando os primeiros passos nas campanhas de email e oferece também ferramentas para aqueles que tem mais experiência.

Assim, você pode desenvolver:

  • Listas personalizadas;
  • Campanhas segmentadas;
  • Mensurar os resultados das suas estratégias.

Para muitos uma das grandes preocupações na hora de começar a criar os emails são justamente os layouts, já que nem todo mundo é mestre em programação e design

Com o MailChimp isso não é problema.

A plataforma possui diversos templates e um editor Drag And Drop onde você pode arrastar e soltar os itens para montar o seu email.

Outro item interessante está na integração da plataforma com outras ferramentas fundamentais para o seu negócio.

A versão grátis lhe permite enviar cerca de 2 mil mensagens por mês para cerca de 2 mil contatos.

Já a versão paga começa a partir de U$ 10 mensais e disponibiliza automação e recomendações de produtos.

#2 – RD Station:

A RD Station faz parte de uma plataforma de automação de marketing e é conhecida como a mais completa criada no Brasil.

Se você deseja gerar os seus próprios leads e nutri-las de maneira bem estruturada, essa ferramenta pode ser ótima.

Outras utilidades da mesma, inclui:

  • Mensurar as suas ações;
  • Criar Landing Pages;
  • Integrar com as redes sociais;
  • Relatórios detalhados do seu email, etc.

#3 – Mailify:

Dentro do mercado de aplicações europeias, a Mailify faz parte de uma solução global e se destaca pelas diversas funcionalidades e facilidade de uso.

Com uma tecnologia de ponta, inspirada nos avanços da Inteligência Artificial, ela é te ajuda a atingir os seus objetivos de diversas formas:

  • Simplicidade na hora de gerir a sua lista de contato;
  • Obter conhecimento detalhado dos destinatários;
  • Otimização na entrega, etc.

Com o email builder, você é capaz de utilizar diversos modelos personalizados de email para criar a sua newsletter em alguns minutos.

Com o envio preditivo e a segmentação dos seus contatos, a plataforma consegue definir corretamente o tempo entre cada mensagem que irá enviar e utiliza o comportamento de cada destinatário para estimular as suas vendas.

Para melhorar ainda mais, a plataforma deixa você acompanhar os seus rendimentos em tempo real co o Google Analytics.

Você pode utilizar essa ferramenta gratuitamente por 30 dias ou comece a fazer um plano pago por U$ 59 por mês.

#4 – Infusion Soft:

Cada dia mais os softwares acabam surgindo a partir de outros programas que são ainda mais completos, e esse é justamente o caso do Infusion.

Ele é conhecido como uma ferramenta de CRM e que foi desenvolvido para as empresas que desejam deixar as suas equipes de vendas e de marketing mais conectados.

Além disso, dentro da plataforma você será capaz de:

  • Fazer automação de vendas;
  • Google Analytics;
  • Vendas online;
  • Integração e pagamento;
  • Gerir campanhas de automação de marketing.

Além do mais você é capaz de se integrar com as plataformas de ecommerce, acompanhar o usuário em websites e se integrar com as próprias funções da plataforma.

Os planos na plataforma começam a partir de U$ 199 mensais.

#5 – E-GOI:

Essa é a unica plataforma que inclui diversas ferramentas para gerar leads, canais de comunicação integrado, com automação e tracking de ecommerce, que te torna capaz recuperar carrinhos que foram abandonados, além de fazer uma comunicação em tempo real e acompanhar os leads.

Portanto, algumas dessas ferramentas são:

  • Formulários;
  • Landing Pages;
  • Email Marketing;
  • SMS marketing, etc.

Desenvolver qualquer atividade dentro dessa plataforma é muito simples.

Assim, você pode criar as suas newsletters, campanhas, formulários ou landing pages adaptadas para os mobile em poucos minutos .

A plataforma também consegue disponibilizar uma API e diversos plugins que te permite integrar o WordPress, Magento, Shopify entre outros softwares.

Além dessas funcionalidades que mencionei aqui, um dos principais motivos que torna essa plataforma um sucesso é ser capaz de oferecer aos clientes um suporte personalizado em 5 idiomas.

O que isso quer dizer?

Quer dizer que você poderá resolver qualquer problema rapidamente em português do Brasil, algo que não é muito comum em plataformas internacionais.

Muito utilizada pelas médias e grandes empresas, o E-goi tem diversas soluções com um custo baixíssimo para aqueles profissionais que tem pequenas empresas ou são autônomos.

O plano tem o valor a partir de R$ 78 e é pago mensalmente com envios ilimitados de email.

#6 – LeadLovers:

Nutrir leads e gestão é indispensável quando estamos falando de um Inbound Marketing.

Essa é uma ferramenta brasileira que tem como foco ajudar as pessoas em todos os aspectos quando falamos em gerir leads.

Com as páginas de captura, você pode gerar leads a partir de diversos anúncios no Facebook, comentários nas redes sociais, landing pages e outros formatos que ajudam em lançamentos constantes.

Assim, com o Builder, que é uma ferramenta dentro da plataforma de construção de páginas, você consegue criar as suas de maneira personalizada, seja começando do zero ou a partir de templates criados.

Os clientes mais avançados são capazes de importar os sites em HTML para a ferramenta.

O melhor é que existe diversos gatilhos que podem ser utilizados para que você envia sua mensagem automatizada, criando assim uma ótima maneira de nutrir leads e armazenar todas as informações referentes ao comportamento das pessoas.

O plano é a partir de R$ 154 mensal e você consegue ter acesso a todas as funcionalidades da plataforma.

Como ter sucesso com o email marketing

ferramentas-email marketing

#1 – Utilize os assuntos chamativos:

A primeira forma de você conseguir chamar a atenção do seu Lead é se utilizando de assuntos que sejam criativos e interessantes.

Assuntos comuns de mais não atraem o leitor já que são mais genéricos e são conhecidos como mais do mesmo.

Portanto, a taxa de abertura se torna bem menor do que os artigos que realmente são inovadores.

#1 – Inclua percentuais e números no assunto:

Os números e percentuais são sempre atraentes, pois conseguem se vender como informações que são comprovadas e concretas.

O interessante é que são capazes de trazer o raciocínio lógico ao leitor, exigindo assim, mais atenção.

Assim, para facilitar existe alguns exemplos como:

  • Descubra como aumentar o seu lucro em 30%;

Ou

  • 10 dicas para aumentar as suas vendas com o funil de vendas.

#3 – Veja os caracteres do assunto:

Os assuntos que são muito longos costumam ser cortados se o leitor estiver vendo do mobile.

Portanto, é recomendado que você deixe o assunto entre 20 até 41 caracteres.

#4 – Use sempre as variáveis:

Com as pessoas recebendo tantos emails nos dia de hoje, elas acabam sempre ignorando aquilo que elas sabem que são automáticos, ou seja, aquilo que ela sabe que não é para ela.

Assim, é importante que utilize sempre o nome do Lead para se comunicar entre outras informações que faz com que ele perceba que o conteúdo é de fato especial para ele.

#5 – Dê olho na gramática:

Antes de você enviar o seu email marketing para o cliente, confira algumas vezes se o seu texto está correto em termos de gramática e se existe algum erro de digitação.

Uma ideia para não ter problemas com isso é passar o seu conteúdo em corretores, assim, você terá mais facilidade para resolver essas questões.

Por fim, peça para um ou até mesmo dois amigos ler a sua mensagem e conferir se ela está escrita corretamente.

#6 – Não use letra maiúscula de maneira desnecessária:

Os email que são escritos quase que completamente com letras maiúsculas tendem sempre a serem barrados pelos filtros de SPAM que são utilizados nas plataformas de emails.

Assim, como a utilizar outros tipos de estratégias para poder chamar a atenção do seu Lead, como itálico, negrito ou até mesmo aumentar em algum momento o tamanho da sua fonte.

#7 – Evite os textos que estão em vermelho:

Por serem muito comuns em emails que são SPAM, os textos em vermelho acabam ganhando uma má reputação dentro das plataformas de email.

Portanto, é fundamental que você evite esse tipo de cor de texto nos envios dos seus emails.

#7 – Evite as palavras típicas de SPAM:

Ao utilizar alguns termos que são, normalmente utilizados em envio de SPAM, você também passa a correr o risco de ver a sua mensagem indo para o lixo dos seus Leads.

Portanto, evite utilizá-las.

 

Depois desse post, tenho certeza que você tem tudo o que precisa para começar a utilizar o email marketing hoje mesmo.

Portanto, se ficou com alguma dúvida sobre algum tópico que mencionei aqui, deixe uma mensagem no espaço dos comentários para que eu possa lhe ajudar.

Grande abraço e até o próximo post.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram

Posts relacionados

× Como posso te ajudar?